Temperatura ou Cor de Luz Led

Como escolher a temperatura ideal da sua lâmpada

 

É muito importante escolher as lâmpadas certas, ou todo o trabalho investido pelo arquiteto pode ir por água abaixo. Uma iluminação correta vai muito além de deixar um ambiente mais claro: ela pode fazer com que o ambiente pareça maior, pode interferir no seu estado emocional e até mesmo servir para criar um clima mais aconchegante.

As lâmpadas LED oferecem uma variedade de tonalidades diferentes, além de cores e formatos especiais. Mas se você ainda tem dúvidas sobre qual é a temperatura mais adequada para as lâmpadas de cada ambiente, nós podemos ajudar.

Temperatura de Cor Apesar do nome, é importante lembrar que a temperatura de cor não interfere na temperatura da lâmpada, já que o LED não esquenta.

A temperatura de cor é medida em kelvins e varia entre 1.500 e 10.000. Quanto mais próximo a 1.500K, mais quente ou amarela vai ser a iluminação, e quanto mais próximo a 10.000K, mais azulado ficará o ambiente. Vale lembrar que a pintura da parede e a disposição dos móveis dentro do cômodo também vão influenciar no resultado final.

 

Pode parecer meio confuso usar adjetivos como “quente” e “frio” para iluminação em LED, mas isso acontece porque estamos acostumados a pensar em uma cor quente como mais amarelada e cor fria como mais azulada. Mas na realidade, quanto mais quente (maior temperatura em kelvin) for a lâmpada, mais azulada será a cor, e quanto mais fria (menor temperatura em kelvin), mais amarelada.

Também chamada de branco quente, é uma tonalidade mais próxima ao laranja e que se assemelha muito às antigas (e proibidas) lâmpadas incandescentes. Por tornar o ambiente mais acolhedor, ela é muito usada em quartos, mas o ideal é que se instale um dímer para controlar a temperatura, para que se possa utilizar tanto a “iluminação branca” quando quiser ler ou estudar, por exemplo, quanto a “iluminação amarela” para deixar o ambiente mais relaxante.

Muita gente ignora a parte relaxante dos banheiros, mas isso também pode ser aplicado a eles, pois a iluminação quente é muito boa para um banho relaxante. O branco quente também é uma ótima escolha para restaurantes, salas de jantar e ambientes onde se busca uma sensação de calma.

 

 

O branco neutro é a temperatura ideal para ambientes de trabalho, como escritórios e agências. Em cômodos residenciais onde é preciso ter mais atenção, como na cozinha e em áreas de serviço, também é uma boa ideia utilizar a iluminação branca.

 

 

Grandes espaços como fábricas e depósitos muitas vezes não possuem acesso à luz natural e, por isso, precisam de uma iluminação artificial homogênea. Toda a área de trabalho pode obter esse efeito com a iluminação branca fria.

Também é a iluminação ideal para locais que exigem máxima atenção ou onde é importante ressaltar a limpeza do ambiente, como em indústrias e hospitais.

Psicologicamente falando, a iluminação branca fria desperta a nossa atenção enquanto a branca quente nos relaxa. Esse é um bom conceito para se ter em mente quando surgem dúvidas quanto à temperatura da iluminação necessária.